20
mai
2016

Pesquisa busca entender os impactos de megaeventos no Brasil

comite_gestao_participativa_BLOGA Childhood Brasil, com apoio financeiro da Fundação OAK, está realizando um levantamento sobre a violação de direitos de criança e adolescentes em megaeventos no país, como a Copa do Mundo de 2014.

Com a hipótese de que estas festividades contribuem com o aumento de violações, especialmente no que se refere à exploração sexual, o estudo tem como objetivo analisar a série histórica de registros de violações de direitos de crianças e adolescentes em três cidades brasileiras, entre janeiro de 2012 e dezembro de 2014, para identificar possíveis influências de grandes eventos, especialmente, a Copa do Mundo de 2014.

Um dos resultados esperados deste estudo é oferecer subsídios para tornar os mecanismos de coleta, armazenamento, análise e divulgação de dados sobre o problema mais consistentes. Assim, em um futuro próximo, estas evidências auxiliarão os organizadores de megaeventos a definirem estratégias concretas na prevenção e enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes.

As pesquisas começaram no ano passado, nas cidades de Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ) e Belém (PA). Nesse ano, com o apoio da QuestionPro e seu inovador software de pesquisas online, empreenderemos um maior esforço no Rio de Janeiro, cidade que sediará as Olimpíadas neste ano, para transformar os registros dos conselhos tutelares da cidade num banco de dados. Serão 20 pesquisadores estudantes da UFRJ indo a campo nos meses de junho e julho para digitalizar esses registros de fundamental importância para análise da nossa pesquisa.

Segundo Anna Flora Werneck, coordenadora do projeto Olimpíadas, “um dos obstáculos mais significativos que temos hoje para o entendimento do tamanho do problema é a falta de dados qualificados. Esta pesquisa buscará contribuir com esse desafio ao propor uma melhor organização, parametrização e integração dos dados e informações da cidade do Rio de Janeiro para entendermos melhor o tamanho do problema e possamos, inclusive, medir o impacto dos grandes eventos nas violações dos direitos da infância”.

Para desenvolvimento e realização desta pesquisa, a Childhood Brasil conta com um número grande de parceiros: Universidade Católica de Brasília (UCB), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social do Rio de Janeiro, Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (ANCED), Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (FNDCA), Comitê Nacional de Enfrentamento a Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, UNICEF, Secretaria Nacional de Direitos Humanos, Instituto Aliança, Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude (ABMP), ECPAT, Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), Comitê de Proteção Integral dos Direitos da Criança e do Adolescente do Rio de Janeiro para Megaeventos, Fundação Getúlio Vargas e o Ministério da Saúde.

O resultado da pesquisa está previsto para ser divulgado ainda esse ano, em setembro.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.

As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Nos reservamos o direito de aprovar os comentários submetidos pelos visitantes do sitepara publicação. Não serão publicados comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso, não comprovado.