Publicado em 09/03/19 10:33

Patrulhas noturnas em Lavander Hill

Na Cidade do Cabo, mulheres se unem para proteger crianças e adolescentes e atuar nas buscas de meninas e meninos desaparecidos


É sexta-feira à noite em Lavender Hill. A noite está caindo. Rene, uma garota de 13 anos, vai comprar um saco de salgadinho na loja da esquina. Ela não volta. Sua família começa a se preocupar. Onde está Rene? Eles começam a procurar com a ajuda de vários dos seus vizinhos. 11 dias depois, eles encontram Rene. Debaixo de um tapete, nos fundos da casa de um vizinho. Abusada sexualmente. Assassinada.

 

Lavender Hill é um dos bairros mais perigosos da África do Sul, uma parte da Cidade do Cabo que até a polícia e os serviços sociais evitam. Crimes de gangues, abusos sexuais e assassinatos são comuns para as pessoas que moram lá. Lucinda Evans vive no meio de todo esse sofrimento e é uma força motriz que dedicou toda a sua vida para enfrentar a violência. Ela abriu a sua casa para proteger mulheres, adolescentes e crianças e confrontou autoridades e até líderes de gangues. Com muitos anos de apoio e mentoria da Childhood Suécia, Lucinda conseguiu fortalecer e expandir sua operação.

 

Foi Lucinda que as pessoas em Lavender Hill procuraram na noite em que Rene desapareceu. Ela mobilizou mais de 1.000 pessoas para participar da busca. Um grupo de mulheres mais velhas, que se voluntariou na ocasião, tornou-se equipe permanente de busca batizada em homenagem a Rene, a Rene Roman Search and Rescue Team (tradução livre: Equipe Romana de Busca e Resgate da Rene). A equipe principal possui entre 15 e 20 membros que foram treinados em primeiros socorros e estão familiarizados com a área e arredores. Elas seguem um plano de busca estruturado para encontrar crianças e adolescentes o mais rápido possível. Além das missões de busca e resgate, as voluntárias também escoltam as crianças e adolescentes desacompanhadas para casa após o anoitecer e realizam patrulhas noturnas - tudo em nome de impedir que crianças sejam raptadas, abusadas sexualmente e assassinadas. Quando a Childhood perguntou se havia algo que pudesse ser feito para apoiar a equipe de busca, a resposta foi: “comprar coletes de alta visibilidade: refletivos e fluorescentes”. Esses são os coletes que elas estão usando na foto que ilustra este texto. Os coletes funcionam tanto como proteção quanto como uniforme, já que facilitam a identificação da equipe quando batem nas portas do bairro.

 

Em 2018, a Rene Roman Search and Rescue Team foi chamada para procurar por crianças e adolescentes em seis ocasiões. Encontraram cinco delas sãs e salvas e as ajudaram a voltar para casa. Uma menina de seis anos foi encontrada morta depois de estar desaparecida por nove horas. A equipe e Lucinda ajudaram também a iniciar equipes de busca e resgate em outros dois bairros perigosos.