Geração de conhecimento

Pesquisas e publicações

Realização em 2012 do Mapa Nacional de Governança, prevenção e enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes no contexto mundial de 2014. O objetivo deste Mapa foi o de reunir informações sobre toda governança que estava em execução ou planejamento nas 12 cidades sede em relação a proteção da infância e adolescência em relação a Copa do Mundo no Brasil. Esse documento é um retrato do primeiro semestre de 2012 e foi apresentado no primeiro encontro nacional das Redes Nacionais de Defesa dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes em agosto em Brasília. Esse encontro foi apoiado pela Childhood Brasil e é um dos embriões da Agenda de Convergência.

Lançamento da Pesquisa Internacional intitulada “Exploração de crianças e adolescentes e a Copa do Mundo: uma análise dos riscos e das intervenções de proteção” realizada pela Brunel University em 2013. Confira o sumário nesse link. Essa foi a 1ª pesquisa realizada em âmbito internacional sobre a temática. A pesquisa acessou aproximadamente 300 publicações, relatórios e sites; e mais de 70 especialistas de diferentes organizações não governamentais e governamentais.

A pesquisa foi lançada oficialmente em Seminário Nacional “Proteção à Infância e Copa do Mundo 2014”, em junho de 2013 em Brasília, reunindo 40 principais organizações que trabalham pela proteção à infância no país e contou com a participação de 70 profissionais.

Disseminação de conhecimento

Para reunir e disseminar informações sobre riscos e iniciativas ligadas à violência contra crianças e adolescentes durante o mundial de futebol a Childhood Brasil inaugurou em março de 2014 uma área no site institucional sobre esse assunto. Com essa nova área, o número de visitas ao site da Childhood Brasil quadruplicou em comparação ao início do ano.

Formação de voluntários

Através de uma parceria com a Universidade de Brasília, a Childhood Brasil produziu conteúdo para o Treinamento dos Voluntários da Copa, do Ministério dos Esportes. Além de falar sobre a causa, o conteúdo produzido informava como agir para identificar e encaminhar casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. Mais de 15.000 voluntários acessaram esse modulo.

Através de uma parceria com a EY elaboramos um E-Learning Proteção da Infância, onde a EY (antiga Ernst & Young) colocou toda a estrutura de sua Universidade Corporativa à disposição e produziu material online para conscientizar seus 5 mil colaboradores sobre o problema e como ele deve ser denunciado.