Navegar com Segurança

A internet é um ambiente democrático, dinâmico e sem fronteiras, que disponibiliza um verdadeiro universo de informações e possibilidades de comunicação ao alcance de um clique. Mas, assim como o “mundo real”, a internet não está livre de riscos.

Dessa forma, é necessário entender a dimensão pública desse espaço, acompanhar e orientar a utilização da internet pelas crianças e adolescentes, prevenindo a incidência de violações de direitos humanos e crimes como o abuso sexual on-line e a pornografia infantojuvenil na web.

Com o aumento significativo da presença de crianças e adolescentes na rede, todos nós precisamos estar atentos e ter alguns cuidados. Filtros e outros softwares de segurança podem ajudar, mas o acompanhamento presencial e o diálogo são as formas mais eficazes e, portanto, indispensáveis de proteção.

Saiba Como Agir:


(1) Seja um pai/mãe antenado(a)

(2) Seja uma escola consciente e atuante

(3) Crianças e adolescentes, naveguem protegidos!


(1) Seja um pai/mãe antenado(a)

  • Pesquise, leia, aprenda mais sobre a internet, conheça como funciona e possibilidades de uso. Navegue sozinho e junto com seus filhos.
  • Limite o tempo de utilização da internet pelas crianças e adolescentes.
  • Saiba por quais sites eles navegam e que comunidades virtuais integram.
  • Peça para ler o que eles divulgam em seus blogs, comunidades e salas de bate-papo.
  • Instrua-os a não divulgar dados pessoais, como nome, endereço, telefone, fotografias, escola e endereço eletrônico (e-mail) em locais públicos da internet.
  • Mantenha o computador numa área comum da casa e com a tela visível.
  • Caso encontre algum material violento ou ofensivo durante a navegação, explique aos seus filhos o que pretende fazer sobre o fato.
  • Coloque-se sempre à disposição para ajudar caso eles se sintam em perigo, mesmo se não dominar a tecnologia.
  • Opte por programas que filtram e bloqueiam sites. Pesquise para encontrar um que se ajuste às regras previamente estabelecidas e acordadas com seus filhos.
  • Se surgirem dúvidas, verifique! Não ignore qualquer sensação de insegurança. Prevenir nunca é demais!
  • Os programas ajudam, mas nunca podem substituir o acompanhamento dos pais. Diálogo e confiança ainda são as melhores tecnologias de segurança!
  • Sempre que ver alguma coisa errada, denuncie por meio do site www.denuncie.org.br

Voltar ao topo


(2) Seja uma escola consciente e atuante

  • Disponibilizando-se como um espaço de disseminação de informações e debates sobre o tema.
  • Incluindo discussões sobre sexualidade e a sua valorização nos meios de comunicação.
  • Promovendo encontros de reflexão e atividades de integração entre pais, professores e alunos.
  • Promovendo com os alunos a noção de auto-cuidado e auto-proteção, no âmbito da educação para autonomia.
  • Usando dados estatísticos, histórias reais e notícias a fim de informar a todos sobre a melhor maneira de proteger as crianças e adolescentes contra o abuso on-line e a pornografia infantil na internet, bem como de evitar sua exposição a quaisquer conteúdos inapropriados.
  • Observando o comportamento dos alunos e alertando-os sobre os riscos da internet.
  • Denunciando crimes na internet por meio do site www.denuncie.org.br

Voltar ao topo


(3) Crianças e adolescentes, naveguem protegidos!

  • Lembre-se de que o mundo virtual faz parte do mundo real, logo há perigos que não podem ser negligenciados.
  • Não divulgue dados pessoais.
  • Cuidado ao falar com estranhos, você não sabe quem está do outro lado.
  • Preserve sua privacidade! Converse apenas sobre assuntos públicos. Sua intimidade sexual só diz respeito a você.
  • Se alguém não o(a) deixou à vontade ou fez algo que o(a) incomodou, diga para parar. Fique atento e não tenha medo dizer NÃO, mesmo que seja para uma pessoa conhecida ou do seu convívio cotidiano.
  • Fique atento às políticas de privacidade dos sites.
  • Não aceite convites para encontrar alguém que conheceu na internet. Você não sabe a real identidade dessa pessoa e nem suas intenções. Se de fato quiser conhecê-la, converse primeiro com seus pais ou responsáveis para que o acompanhem.
  • Incentive seus pais e responsáveis a acompanhá-lo no acesso à internet. Você pode, inclusive, ensinar muito sobre a rede para eles.
  • Sempre que ver alguma coisa errada, denuncie por meio do site www.denuncie.org.br

Voltar ao topo

Fontes: Cartilha Saferdicas SaferNet e a Navegar com Segurança.

Materiais Educativos:

Ainda há muita novidade e desafios neste universo. Nosso convite é que vocês conheçam ferramentas e materiais educativos, troquem e divulguem informações sobre o uso ético e seguro da internet.

Como primeira iniciativa de intervenção direta nesse cenário, a Childhood Brasil lançou a Cartilha Navegar com Segurança, reunindo dicas e informações importantes para que pais, educadores e responsáveis assumam uma postura proativa na prevenção. Escrita com linguagem direta e de fácil compreensão, a cartilha está em sua terceira edição, com 1 milhão de exemplares distribuídos.

A cartilha reúne dicas e informações importantes para que pais, educadores e responsáveis assumam uma postura proativa na prevenção. Escrita com linguagem direta e de fácil compreensão, a cartilha está em sua segunda edição, com mais meio milhão de exemplares distribuídos. Acesse a cartilha.

Preparamos uma apresentação de slides para apoiar aqueles que querem usar e divulgar a cartilha Navegar com Segurança junto a outros adultos. Baixe aqui.

Para melhorarmos sempre, envie-nos informações sobre a utilização da cartilha e da apresentação de slides pelo e-mail childhood@childhood.org.br.

Não recomendamos o uso da cartilha Navegar com Segurança por crianças e adolescentes. Para esse público, recomendamos a Cartilha Saferdicas, dos nossos parceiros da Safernet.

No site da Netica (www.netica.org.br) você também encontrará ferramentas e materiais para abordar o tema em projetos, comunidades, salas de aula e em casa. Os materiais são públicos e, as informações, livres nos formatos vídeo, animação, planos de aula e quadrinhos.

Dicas Gerais de Segurança:

  • Nunca divulgue senhas, nome completo, endereços, números de telefone ou fotos íntimas.
  • Você distribui qualquer foto sua no mural da escola, no ônibus ou na praia? Por que então divulgar na Internet? Pense bem antes de publicar algo. Uma vez na rede, é praticamente impossível controlar o uso.
  • Evite gravar as senhas e login no computador para não facilitar roubos.
  • Comunique-se com educação. Respeito deve valer em qualquer espaço e com qualquer pessoa, mesmo com aquelas que não conhecemos.
  • Cuidado ao baixar arquivos, eles podem conter vírus, materiais impróprios ou até mesmo serem ilegais. Antivírus e filtros podem ajudar.
  • Nunca aceite que sites instalem programas em seu computador e não faça download de nada que você não saiba exatamente o que é e de onde vem.
  • Busque provedores e serviços que ofereçam recursos de segurança, que sejam éticos e responsáveis.
  • Dialogue sempre com amigos, parentes e professores para se manter informado sobre segurança na internet.
  • Sempre que ver alguma coisa errada, denuncie por meio do site www.denuncie.org.br

A Cartilha Navegar com Segurança está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Para reproduzir e imprimir exemplares da cartilha, é necessário obter aprovação prévia e expressa da Childhood Brasil através do e-mail childhood@childhood.org.br.

Downloads

Cartilha Navegar com Segurança (3ª edição)

Cartilha Animada Navegar com Segurança (2ª edição)

Cartilha Saferdicas (Safernet)