14
mai
2012

Childhood Brasil participa do I Seminário de Turismo Sustentável em Florianópolis

Gorete Vasconcelos, coordenadora da Childhood Brasil, participa do seminário

O marco histórico e conceitual da violência sexual contra crianças e adolescentes foi o tema abordado na palestra do I Seminário de Turismo Sustentável e Infância de Santa Catarina, pela coordenadora de programas da Childhood Brasil, Gorete Vasconcelos, no dia 9 de maio, última quarta-feira. Ela falou sobre como o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes ocorre nos estabelecimentos turísticos e explicou de que forma as empresas podem ajudar a enfrentar o problema e proteger a infância, além de destacar como esta prática pode ajudar na imagem e nos negócios, principalmente se houver a inclusão de jovens nos projetos sociais da comunidade.

Continue lendo

Tags: , , , , , ,
2.724 leitura(s) - [ leia mais ]
11
mai
2012

Omissão do Estado gera abuso e exploração sexual

Maria é uma menina de apenas 12 anos que deveria estar indo à escola e brincando, mas é vendida pelo próprio pai para um leilão de meninas virgens perto de um garimpo na floresta Amazônica. A história do filme Anjos do Sol retrata a realidade vivida por muitas crianças e adolescentes hoje no Brasil. “Na região Norte principalmente, a procura é grande por meninas indígenas, comercializadas sexualmente em troca de mercadorias e até por gasolina”, afirma a socióloga Graça Gadelha. “Fala-se muito da vinda de turista estrangeiros buscando adolescentes para exploração sexual, mas hoje quem mais procura é o turista nacional.”

Continue lendo

Tags: , , , , , , ,
2.584 leitura(s) - [ leia mais ]
9
mai
2012

Centro de Referência às Vítimas de Violência possui nova sede em São Paulo

Crianças e adolescentes vítimas de violência e seus familiares podem contar com mais um serviço de atendimento na cidade de São Paulo. O Centro de Referência às Vítimas de Violência – CNRVV , criado há doze anos pelo Instituto Sedes Sapientiae, no bairro de Perdizes, em São Paulo, agora funciona também no Butantã.

Continue lendo

Tags:
3.427 leitura(s) - [ leia mais ]
8
mai
2012

Rio de Janeiro discute a implantação de sala para depoimento especial

A necessidade de adotar a entrevista forense especial para crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência sexual no Rio de Janeiro foi o tema abordado no evento Depoimento especial – reflexões e desafios para a implementação, realizado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). O Estado ainda não cumpre a recomendação do Conselho Nacional de Justiça, de novembro de 2010, para que a escuta em caso de abuso de crianças e adolescentes seja feita em salas apropriadas uma única vez, para o colhimento de provas do processo judiciário.

Continue lendo

Tags: , , , , , , , ,
2.236 leitura(s) - [ leia mais ]
4
mai
2012

Sensibilizar profissionais é essencial na prevenção de violência sexual

O Programa na Mão Certa da Childhood Brasil e a série de televisão do Canal Futura “Que exploração é essa?” , foram os destaques de experiências bem sucedidas no enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias, apresentados na mesa de debates “Como a não garantia dos direitos das crianças e adolescentes compromete a educação de qualidade?”, durante a programação do 7º Congresso GIFE , realizado em São Paulo.

Continue lendo

Tags: , , , , , ,
2.394 leitura(s) - [ leia mais ]
3
mai
2012

A cobertura jornalística da violência sexual exige cuidados específicos

De acordo com pesquisa da ANDI , a polícia é a principal fonte da imprensa para o desenvolvimento de reportagens sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. E apesar da cobertura ainda ser marcada por traços sensacionalistas, são cerca de seis mil notícias por ano sobre o tema na agenda midiática. Ou seja, muitas reportagens ainda citam o nome da vítima, divulgam fotografias que promovem a erotização da criança, revelam a sua identidade ou trazem detalhes dispensáveis do ato de violência.

Continue lendo

Tags: , , , , , , ,
2.395 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.