27
jun
2012

Livro “Antônio” incentiva o enfrentamento do abuso sexual

Aos sete anos, Antônio era um menino feliz que adorava brincar e desejava ser mágico e saber voar. Um dia, no entanto, seu comportamento mudou e ele começou a se tornar uma criança agressiva e deprimida. Ninguém desconfiava, mas quem tentava levar embora os seus sonhos era a grande “Mão”.  “Segurava forte em Antônio e o impedia de falar. Depois dizia umas coisas só para ele ouvir e queria que ele fizesse tudo que ela mandava… Antônio nunca contava para ninguém o que a Mão fazia com ele, pois a Mão o ameaçava, dizia que faria maldade com os pais dele, caso Antônio falasse algo”.

Continue lendo

Tags: , , , , , , , ,
9.668 leitura(s) - [ leia mais ]
26
jun
2012

Casa da Arte de Educar divulga projeto de cultura e educação

Na segunda-feira, dia 25 de junho, a Casa da Arte de Educar promoveu encontro para o lançamento do projeto Um plano articulado para cultura e Educação, em parceria com o Ministério da Cultura (MinC) e o Ministério da Educação (MEC). O objetivo é criar uma política de cultura e educação a partir das experiências bem sucedidas em escolas, organizações sociais, bibliotecas, programas de leitura e museus. A iniciativa envolve um município representante das cinco regiões do país (Recife, Campo Grande, Porto Velho, Porto Alegre e Rio de Janeiro), abrangendo 15 mil escolas.

Continue lendo

Tags: , , , , , , ,
2.214 leitura(s) - [ leia mais ]
22
jun
2012

Instituto Noos promove seminário sobre Justiça Restaurativa para abuso sexual

Debater os benefícios de um processo em que as partes afetadas por um crime determinam a melhor forma de reparar o dano causado em casos de violência sexual de crianças e adolescentes. Esta é a proposta do Seminário Justiça Restaurativa em casos de abuso sexual intrafamiliar de crianças e adolescentes. Durante o evento, que será realizado no Sedes Sapientiae, dia 29 de junho, será apresentado o resultado de um Projeto de Pesquisa sobre o tema no Brasil. Continue lendo

Tags: , ,
2.585 leitura(s) - [ leia mais ]
20
jun
2012

Escritor acredita que literatura infantil ajuda crianças a superar a violência sexual

O tema da infância sempre esteve presente na vida do professor universitário e escritor Hugo Monteiro Ferreira. Seu trabalho, muitas vezes como voluntário, tem sido despertar o prazer pelos livros nas crianças, em orfanatos, organizações sociais , instituições de saúde e escolas. Suas pesquisas de mestrado e doutorado são sobre a formação do leitor com crianças do ensino fundamental. Ao disseminar a leitura nas comunidades mais vulneráveis de Pernambuco, ele conviveu com casos de violência doméstica. Hugo conta, em entrevista para a Childhood Brasil, porque resolveu escrever o livro “Antônio” (Editora Escrita Fina – ilustrações de Camila Carrossine) para ajudar as crianças a ter coragem de denunciar o abuso sexual por meio de personagens de contos infantis. Continue lendo

Tags: , , , , , , ,
7.723 leitura(s) - [ leia mais ]
19
jun
2012

Casa da Arte de Educar apresenta tecnologias populares na Rio+20

Uma bicicleta-sorveteria, uma máquina de moer amendoim de material reciclado, malotes doados por bancos que viram bolsas e almofadas e uma calha para armazenamento e utilização da água da chuva. Estas e outras soluções criativas, desenvolvidas por alunos e moradores das comunidades cariocas da Mangueirinha e dos Macacos, podem ser conferidas na apresentação da Casa da Arte de Educar na POP Ciência da Rio +20. Continue lendo

Tags: , , , , ,
2.351 leitura(s) - [ leia mais ]
15
jun
2012

Abuso sexual é o segundo tipo de violência mais comum contra crianças

A agressão sexual é a violência mais praticada contra crianças até nove anos, depois da negligência e do abandono, segundo pesquisa do Ministério da Saúde e do sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA). Do total de 14.625 notificações registradas pelo sistema, em 2011, 35% dos casos são de abuso sexual e 36% de negligência. Continue lendo

Tags: , , , , , ,
6.920 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.