16
dez
2016

A visão dos caminhoneiros sobre o Programa Na Mão Certa| Entrevista Globo Estrada Na Mão Certa

post_fbNo dia 23 de novembro, o apresentador Pedro Trucão bateu um papo com o motorista da Videira Transportes, Valdir Bernardino, sobre como o Programa Na Mão Certa mudou a visão dos caminhoneiros em relação à exploração sexual de crianças e adolescentes, nesses últimos 10 anos de programa. A entrevista foi ao ar no quadro semanal Globo Estrada Na Mão Certa da Rádio Globo, em parceria com a Childhood Brasil.

Um dos pontos discutidos na conversa foi a opinião desses trabalhadores sobre a proteção de jovens em situação vulnerável em estradas brasileiras, já que, antes do programa, não tinham conhecimento da gravidade do problema. Há 26 anos na estrada, Valdir conta que conheceu o programa há quatro anos, aproximadamente, e acredita que a conscientização dos motoristas mudou para melhor devido ao trabalho realizado pela Childhood Brasil junto às empresas.

“Apesar da dura realidade das estradas, reconheço as mudanças feitas pelos programas sociais da Childhood Brasil durante esses anos. Aprendemos a ser conscientes, a clarificar o assunto para os outros e a multiplicar informações. Assim, conseguiremos, quem sabe, eliminar a exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas”, completou o estradeiro.

Com a vida dividida entre sua casa e a estrada, Valdir trabalha no treinamento da empresa e possui um trabalho delicado, já que transporta cargas perigosas por lugares como Mato Grosso, Minas Gerais e Uberaba, levando cálcio e ácido sulfúrico. De acordo com o caminhoneiro, ao se submeter a tal função, é essencial manter-se alerta para o que acontece ao seu redor.

O Programa Na Mão Certa é uma iniciativa da Childhood Brasil que visa mobilizar governos, empresas e sociedade civil em torno do enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras através do trabalho com motoristas de caminhão para que se tornem agentes de proteção da infância e adolescência nas estradas.

Ouça o programa completo aqui.

1.326 leitura(s) - [ leia mais ]
15
dez
2016

Iniciativas de empoderamento de meninas são lançadas em Brasília

post_fbA exploração sexual de crianças e adolescentes acontece por diversos fatores, entre eles a desigualdade de gênero é um dos que mais prejudicam o seu enfrentamento. Por conta disso, aconteceu hoje, em Brasília, a reunião entre representantes de organizações da sociedade civil, governo e organismos internacionais, que discutiu propostas e promoveu debates sobre a igualdade de gênero e o empoderamento de meninas no país, realizada em uma parceria entre o UNICEF e as organizações sociais Instituto dos Direitos da Criança e do Adolescente (Indica) e Plan International Brasil, com apoio da Childhood Brasil e da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes.

Realizado na sede da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, o evento promoveu, também, o lançamento do Caderno de Boas Práticas: Empoderamento de meninas – como iniciativas brasileiras estão ajudando a garantir a igualdade de gênero. Também foram anunciadas duas iniciativas: a Rede de Promoção dos Direitos das Meninas e Igualdade de Gênero e o Projeto Hoje Menina, Amanhã Mulher.

A Gerente de Programas e Relações Empresariais da Childhood Brasil, Eva Dengler, esteve presente no evento para falar sobre o empoderamento de meninas, junto com outras mulheres como Cláudia Vidigal, Secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente; Flavia Piovesan, Secretária Especial de Direitos Humanos; Heloísa Oliveira, representante do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA).

Lançamento de publicação

Produzido pelo Instituto dos Direitos da Criança e do Adolescente (Indica) em parceria com Plan International Brasil e UNICEF, o Caderno de Boas Práticas: Empoderamento de meninas – como iniciativas brasileiras estão ajudando a garantir a igualdade de gêne” apresenta um mapeamento de experiências sobre o tema, implementadas por organizações da sociedade civil e pelo poder público. Os projetos foram sistematizados como referência para elaboração, implementação, monitoramento e avaliação de políticas públicas essenciais para o desenvolvimento das meninas no Brasil.

Ampliação do projeto Hoje Menina, Amanhã Mulher

Uma das experiências descritas no Caderno de Boas Práticas é o Projeto Hoje Menina, Amanhã Mulher. Por meio dessa iniciativa, meninas que vivem em comunidades de baixa renda nesses municípios participarão de oficinas sobre identidade, educação financeira, saúde sexual e reprodutiva e cidadania. Os gestores municipais também serão mobilizados para que seja construído, de maneira participativa, um plano de ação que impacte positivamente o desenvolvimento das meninas.

Rede pela Igualdade de Gênero

A iniciativa de organizações da sociedade civil coordenada pela Plan International Brasil, lançada Viviana Santiago, Gerente Técnica de Gênero da Plan International Brasil, e Marianna Gomes Pereira, adolescente representante do FazProjeto, visa ao acompanhamento do poder público na implementação das metas estabelecidas pelo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 5 sobre igualdade de gênero e empoderamento de mulheres e meninas.

As iniciativas e a publicação lançadas no evento procuram ampliar o diálogo entre sociedade civil, organismos internacionais e governo sobre possíveis estratégias para compreender os desafios enfrentados por meninas no Brasil, enfrentar as desigualdades de gênero e empoderar meninas a partir da infância e a adolescência.

 

1.338 leitura(s) - [ leia mais ]
14
dez
2016

Parte das vendas da nova coleção de Lenny Niemeyer serão revertidas para a Childhood Brasil

post_fb_2A estilista Lenny Niemeyer recebeu, em 6 de dezembro, clientes e convidados no Lounge One do Shopping Iguatemi, em São Paulo, para apresentar suas novas peças de alto-verão. Um dos acessórios disponíveis na coleção são nécessaires especiais produzidos exclusivamente para uma ação em conjunto com a Childhood Brasil, em que uma porcentagem da renda arrecadada será revertida para a organização.

São duas opções de modelo disponíveis, em tamanhos diferentes, havendo apenas 140 unidades de cada. As peças estão sendo vendidas desde 11 de novembro até o fim do estoque.

Além da transferência do lucro dos nécessaires, 10% das vendas realizadas no dia do evento de lançamento foram doadas para a Childhood Brasil.

Você pode encontrar os nécessaires nas lojas da Lenny Niemeyer, no Shopping Iguatemi e na Vila Conceição (Rua Escobar Ortiz, 480), ambas em São Paulo.

 

1.031 leitura(s) - [ leia mais ]
2
dez
2016

“Para combater o tabu, precisamos de uma mudança cultural”, afirma Eva Dengler

A Gerente de Programas e Relações Empresariais da Childhood Brasil, Eva Dengler, discutiu com a TV Observatório do Terceiro Setor sobre a situação da violência sexual de crianças e adolescentes no Brasil, suas características, o perfil da vítima e do agressor. Ela falou, também, sobre o Programa Na Mão Certa que, há 10 anos, dedica-se à prevenção e ao enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras por meio da sensibilização de caminhoneiros que atuam como agentes de proteção.

Na conversa, Eva apontou que existe um “tabu” em torno de assuntos relacionados a sexualidade e, consequentemente, a violência sexual. Ela explicou que, além disso, a naturalização da exploração sexual pela sociedade na questão é algo igualmente grave, assim como a invisibilidade já que é comum as pessoas pensarem que os problemas familiares devem ser resolvidos pelos mesmos.. Dessa forma, seja por naturalização ou invisibilidade, as pessoas acabam não querendo se envolver no problema. A gerente, porém, deixou claro que essas violações não podem ser aceitas pela sociedade. Confira a entrevista completa abaixo:

Tags: , ,
1.180 leitura(s) - [ leia mais ]
30
nov
2016

O ECA ainda não é levado a sério pela população do Brasil | Entrevista Globo Estrada Na Mão Certa

_post_blog

No dia 27 de outubro, o Programa Rádio Globo Estrada Na Mão Certa entrevistou a presidente da Associação Beneficente Santa Fé, Marcia Ventura Dias. Ela falou sobre o trabalho da instituição, nosso dever como cidadãos em proteger a infância e apontou também os graves problemas que a nossa sociedade ainda comete em relação ao ECA, o Estatuto da Criança e Adolescente.

Marcia destacou a importância do estatuto e eu ele ainda não é levado a sério pelas pessoas e o governo, visto por eles como apenas um papel em meio a tantas leis. Promulgado na constituição em 1988, o ECA determina que o direito e proteção integral da criança tem de ser prioridade absoluta do governo e da sociedade brasileira. “Porém, infelizmente, nem a sociedade, nem os governos absorveram o estatuto como uma obrigação de todos. Continuamos engatinhando em relação à proteção de nossas crianças”, lamenta.

De acordo com a presidente da associação, não basta só denunciar, tem de cobrar também. “Quando você faz uma denúncia, é necessário cuidar, também, de todo o processo feito para cuidar da criança. Como fizeram, o que decidiram, onde foi encaminhada, e por aí vai. Assim, protegemos as crianças e cumprimos nosso papel como cidadãos e responsáveis pelo futuro de nosso país.”, afirma.

Por fim, ela explicou como funciona o trabalho da Santa Fé, onde acolhem crianças e adolescentes que tiveram seus direitos violados. Tanto meninas grávidas, quanto jovens em situação de risco nas ruas são acolhidos. Trabalhamos para que eles ou retornem às famílias, ou tenham uma vida autônoma. “A Santa Fé não termina o trabalho dela quando a criança completa 18 anos. Nós permanecemos com o jovem por no mínimo 5 anos, para que saibamos se ele realmente conseguiu ter uma autonomia na sua vida. Todo esse trabalho também consiste em trabalhar a família, harmonizar as relações familiares”, finaliza Marcia.

O programa Globo Estrada apresenta todas as quintas-feiras, às 15h30, o quadro especial Globo Estrada Na Mão Certa, em parceria com a Childhood Brasil. Com três minutos de duração, o quadro tem um tema central seguido de entrevista e dicas de enfrentamento, para que o caminhoneiro possa agir como um agente de proteção dos direitos de crianças e adolescentes.

Ouça o programa completo no site do Programa Na Mão Certa ou clicando aqui.

 

928 leitura(s) - [ leia mais ]
28
nov
2016

Patrus Transportes enfrenta a exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas

_post_blogA empresa vem trabalhando junto com a Childhood Brasil por meio do Programa Na Mão Certa por uma infância e uma adolescência livres de exploração sexual nas rodovias do país

A Patrus Transportes Urgentes LTDA acredita na transformação da consciência da sociedade. Participa desde 2009 do Programa Na Mão Certa, da Childhood Brasil. Com objetivo de trazer os condutores de caminhões para o enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas, pois entendemos esse público seja muito importante para a conscientização dos demais profissionais nas estradas.

A transportadora aderiu à causa após reconhecer a importância do contexto para proteger crianças e adolescentes. Mais do que informar, acredita que as empresas precisam encontrar meios de engajar as pessoas, com uma postura que ajudem a identificar e reforçar os valores corporativos. “Entendemos que é uma oportunidade de transformar, tanto externo quanto internamente, para alcançar a consciência da população”, diz a Assistente Social da Patrus Transportes, Olga Mendes.

“O Programa Na Mão Certa é muito importante para a empresa, exatamente pelo ramo de atividade que exercemos e também pelo compromisso social. Temos a possibilidade de atuação na proteção da criança e do adolescente e de influenciar em nosso papel como cidadão através da informação e disseminação da causa”. explica Olga.

Para levar os valores do Programa adiante, a Patrus Transportes participa de fóruns, organiza palestras sobre o tema, cria oficinas educativas, rodas de conversa para os motoristas e seus colaboradores. Expande, também, o projeto através de seus familiares, escolas, do Programa Direção Consciente e da adesivação da frota. A empresa considera ser fundamental que os funcionários recebam informação sobre o assunto de forma contínua para garantir o engajamento de todos: “O processo pode ser considerado lento, mas é necessário para atingirmos 100% dos motoristas e fazer o melhor para que isso aconteça”, completa.

Desde 2006, o Programa Na Mão Certa visa a educação continuada dos motoristas de caminhão através de empresas que atuam no setor de transporte para que atuem como agentes de proteção dos direitos da infância e da adolescência em suas rotas de viagem. Para saber mais, clique aqui.

Tags: , ,
981 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.