24
jun
2013

Seminário da Childhood Brasil termina em Brasília com grandes discussões

O Seminário Avanços e Desafios para a Proteção à Infância na Copa 2014, promovido pela Childhood Brasil e OAK Foundation, terminou na quinta-feira, 20/06, com discussão dos principais indicadores que vão complementar o plano de ação proposto pela Agenda de Convergência, grupo de organizações e poder público que está atuando em prol de ações para a proteção de crianças e adolescentes nos megaeventos esportivos. Também foi discutido em grupo as abordagens de comunicação que podem ser usadas neste período, para mobilização da sociedade. Continue lendo

4.104 leitura(s) - [ leia mais ]
19
jun
2013

Childhood Brasil apresenta estudo sobre proteção à infância na Copa

A pesquisadora Celia Brackenridge, do Centro de Esporte, Saúde e Bem-estar da Universidade de Brunel, Londres, afirmou que os atores envolvidos na proteção da infância devem trabalhar de forma integrada para a Copa de 2014.

Ela destacou também a necessidade de se construir ferramentas efetivas de monitoramento das ações realizadas. Continue lendo

2.237 leitura(s) - [ leia mais ]
7
jun
2013

Dicionário mostra a adultos o mundo sob o olhar de crianças

Um professor colombiano passou dez anos coletando significados de palavras de seus alunos e, como resultado, obteve um dicionário com cerca de 500 definições para 133 palavras, de A a Z. Esses verbetes podem ser encontrados no livro “Casa das estrelas: o universo contado pelas crianças”, lançado recentemente na Feira do Livro de Bogotá. Continue lendo

2.710 leitura(s) - [ leia mais ]
6
jun
2013

Quais os impactos da conexão digital em nossas vidas?

Essa questão é discutida no livro “Vivendo esse mundo digital – impactos na saúde, na educação e nos comportamentos sociais”, lançado recentemente pela Editora Artmed. A publicação apresenta uma série de artigos de profissionais de áreas como ética, segurança, saúde e educação, que avaliam os impactos que a crescente conexão com o mundo digital tem exercido na vida das pessoas.

A Childhood Brasil traz um artigo na publicação, apresentando um balanço de sua experiência de seis anos com a cartilha “Navegar com Segurança – por uma infância conectada e livre da violência sexual”, que está em sua terceira edição. A cartilha traz dicas simples e informações objetivas e práticas para que os adultos assumam a responsabilidade de prevenir os riscos da violência sexual envolvendo suas crianças por meio da internet. Continue lendo

1.890 leitura(s) - [ leia mais ]
27
mai
2013

Mobilizações em todo o país marcam o 18 de Maio

Segundo os dados do Disque 100, de janeiro a abril de 2013, foram registadas 46.111 denúncias de violações de direitos de crianças e adolescentes. Isso representa um aumento de 35% de denúncias em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 12.856 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes de janeiro a abril deste ano, ou seja, 28% do total das denúncias de violações de direitos. Continue lendo

2.160 leitura(s) - [ leia mais ]
24
mai
2013

Livro fala sobre prevenção de violência na educação de crianças

Doze meninos e meninas com idades entre seis e 13 anos e moradores da comunidade da Maré, no Rio de Janeiro (RJ), participaram da criação coletiva da história de Lucas, personagem central do livro “Vento no Rosto”, lançado no início de maio. O livro tem como tema a educação sem violência e foi produzido no escopo do projeto Esporte, Cultura e Cidadania da Fiocruz, desenvolvido pelo Promundo.

Questões como obediência, deveres, direitos, punição, obrigações de cada membro da família e o diálogo entre eles são abordadas de maneira lúdica e com linguagem simples. De acordo com Vanessa Fonseca, coordenadora de programas do Promundo, a proposta do livro foi mostrar que as crianças também têm ideias de como podem ser educadas sem o uso da violência física. “É importante saber ouvi-las sobre o assunto”, diz.

Continue lendo

2.547 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.