Filmografia

Apresentamos a seguir uma lista de filmes que poderão servir de subsídios
para a abordagem do tema. Filmes são instrumentos poderosos, dotados de um
poder de abordagem multidimensional. Embora possam ser utilizados como complementos
de outros materiais didáticos, o melhor mesmo é utilizar as imagens
como textos. Elas têm um impacto de comunicação muito grande.

Embora todos os filmes e vídeos selecionados possuam uma perspectiva
pedagógica, recomendamos muito cuidado na utilização dos filmes. Faça uma
primeira seleção por título, leia a resenha e, se possível, os comentários críticos
disponíveis nos jornais e na internet, confira a classificação indicativa e assista ao
filme antes de utilizá-lo nas suas atividades educacionais. A maioria dos vídeos
listados é para adultos e o conteúdo não necessariamente reflete o posicionamento
da Childhood Brasil e/ou dos autores do guia. Por isso, recomendamos
uma análise crítica ao utilizar qualquer um dos vídeos abaixo.

afetosecretos

Brasil, 2009

Direção: Graça Pizá

Realização: Clínica

Psicanalítica da

Violência da Revirança

Duração: 40 minutos

Afetos secretos é um filme inovador que vem para revelar o cenário secreto da violência sexual contra crianças, especialmente a violênciaincestuosa. É a história dos sonhos de uma mulher que sofreu uma violência extrema. O filme captura a tragédia da perversão de um sistema familiar que transforma a criança em um objeto-fetiche. A personagem central é uma menina-mulher que encontra-se em um futuro distante, em um não lugar, e que se comunica com o seu inconsciente representado através da personagem Psique. O filme aborda os conflitos inconscientes da personagem, no mais íntimo da sua dor quando os sonhos angustiantes vão transformando essa inquietante história em um surpreendente retorno ao passado e ao futuro desejado.

Assista ao filme

Anjos do sol

Brasil, 2006

Direção: Rudi Lagemann

Duração: 92 minutos

Maria (Fernanda Carvalho) é uma jovem de 12 anos, que mora no interior do Nordeste brasileiro. No verão de 2002, ela é vendida por sua família a um recrutador de prostitutas. Após ser comprada em um leilão de meninas virgens, Maria é enviada a um prostíbulo localizado perto de um garimpo, na Floresta Amazônica. Após meses sofrendo abusos, ela consegue fugir e passa a cruzar o Brasil em viagens de caminhão. Mas ao chegar no Rio de Janeiro, a prostituição volta a cruzar seu caminho. Com Antônio Calloni, Chico Diaz, Otávio Augusto, Vera Holtz e Darlene Glória.
As melhores Coisas do Mundo

Brasil, 2010

Direção: Laís Bodanzky

Duração: 107 minutos

Mano tem 15 anos, adora tocar guitarra, beijar na boca, rir com os amigos, andar de bike, curtir na balada. Um acontecimento na família faz com que ele perceba que virar adulto nem sempre é tarefa fácil: a popularidade na escola, a primeira transa, o relacionamento em casa, as inseguranças, os preconceitos e a descoberta do amor. Em meio a tantos desafios, Mano descobre e inventa As Melhores Coisas do Mundo.
Bruna Surfistinha

Brasil, 2010

Direção: Marcus Baldini

Duração: 109 minutos

Bruna Surfistinha conta a história da jovem Raquel, filha de classe média paulistana que um dia toma uma decisão surpreendente: virar garota de programa. Em pouco tempo, Raquel se transforma em Bruna Surfistinha e passa a ser uma celebridade nacional ao viver e contar suas aventuras sexuais em um blog na internet.
Cinderelas, lobos e um príncipe encantado

Brasil, 2008

Direção: Joel Zito Araújo

Duração: 107 minutos

Em Cinderelas, lobos e um príncipe encantado, viajando pelo Nordeste brasileiro e pela Europa, na Itália e Alemanha, o diretor discute o sonho de cinderela de várias mulheres brasileiras que buscam encontrar um marido europeu. Muitas migram e se tornam dançarinas em apresentações de ritmos ligados ao Brasil. Sem estudo ou formação profissional, outras se transformam em prostitutas. Mas uma minoria consegue criar o seu final feliz.
Deserto feliz*

Brasil, 2007

Direção: Paulo Caldas

Duração: 88 minutos

Tráfico de animais e exploração sexual de meninas. A poética do tempo real: duro e seco. Jéssica, 15 anos, uma adolescente do interior nordestino, assiste à ruína de sua família. Ela vai para Recife e lá encontra o caminho do turismo sexual para viver. É nesse universo que ela conhece e se apaixona por Mark, um turista de Berlim.
Direitos do coração
(Droits au coeur) Canadá, 1994


Direção: Pierre M. Trudeau

Duração: 86 minutos

14 filmes interpretam, com arte e graça, os Direitos da Criança, definidos na Convenção das Nações Unidas. Sem palavras. A beleza dos desenhos animados e a expressão da música tocam o coração não só das crianças, mas também dos adultos, os primeiros responsáveis pela socialização e realização dos Direitos da Criança.
Festa de família

(Dogme 1 – Festen) Dinamarca, 1998

Direção: Thomas Vinterberg

Duração: 106 minutos

Patriarca (Henning Moritzen) de família dinamarquesa comemora seus 60 anos em grande estilo, reunindo toda a família em seu hotel. Mas uma revelação de abuso sexual intrafamiliar, feita por seu filho, pode estragar a festa.
Era uma vez outra família

Instituto Promundo

Duração: 22 minutos

Um desenho animado sem palavras apresenta a história de uma família e os desafios cotidianos que pais, cuidadores e responsáveis enfrentam na criação e educação dos filhos. O objetivo é discutir as crenças, opiniões e atitudes que os adultos apresentam diante do castigo físico e humilhante e nos convida a olhar a criança como um sujeito de direitos. Esse material foi pensado para sensibilizar as pessoas para as consequências de uma educação baseada na violência e, sobretudo, chamar atenção para a importância que uma relação baseada no respeito e no diálogo tem para a educação e o desenvolvimento de crianças e adolescentes. O vídeo é uma nova ferramenta de trabalho que pode ser utilizada por profissionais e organizações interessados em promover os direitos da criança e em conscientizar pais, responsáveis e cuidadores.
Era uma vez outra Maria

Instituto Promundo

Duração: 20 minutos

Menina não joga futebol! Brinca de casinha e boneca. Menina não senta de perna aberta! Uma boa menina aprende a arrumar a cozinha. Será que as meninas só podem ser assim? Este vídeo apresenta a história de Maria, uma menina como muitas outras, que começa a questionar as expectativas de como ela deve ou não deve ser. De lembranças da infância a sonhos para o futuro, faz-se uma reflexão sobre como as meninas são criadas e como isso influencia seus desejos, comportamentos e atitudes. Era uma vez outra Maria é um vídeo educativo que apresenta experiências comuns a mulheres jovens e aborda assuntos como saúde sexual e reprodutiva, violência, gravidez, maternidade e trabalho. Pode ser usado com mulheres e homens jovens ou com profissionais de saúde e educação que buscam novas formas para discutir a saúde e autonomia das mulheres jovens.
Juízo*

Brasil, 2007

Direção: Maria Augusta

Ramos Duração: 90 minutos

Juízo acompanha a trajetória de jovens menores de 18 anos e sua situação perante a lei. Meninas e meninos pobres entre o instante da prisão e o do julgamento por roubo, tráfico, homicídio. Como a identificação de jovens infratores é vedada por lei, no filme eles são representados por jovens não-infratores que vivem em condições sociais similares. Todas as demais personagens – juízes, promotores, defensores, agentes do DEGASE, familiares – são os próprios atores sociais filmados durante as audiências na II Vara da Justiça do Rio de Janeiro e durante visitas ao Instituto Padre Severino, local de reclusão dos menores infratores. Juízo atravessa os mesmos corredores sem saída e as mesmas pilhas de processos vistos no filme anterior de Maria Augusta Ramos, Justiça. Conduz o espectador ao instante do julgamento para desmontar os juízos fáceis sobre a questão dos menores infratores. Quem sabe o que fazer? As cenas finais do filme revelam as consequências de uma sociedade que recomenda “juízo” a seus filhos, mas não o pratica.
Lolita

(Lolita) EUA, 1962

Direção: Stanley Kubrick

Duração: 152 minutos

Erudito professor universitário britânico vai trabalhar nos Estados Unidos e lá fica obcecado por uma adolescente de 14 anos. Para se aproximar da jovem, ele se casa com a mãe dela. Quando a esposa morre atropelada, ele acredita ser o momento adequado para seduzir a enteada. Mas acontece algo que pode prejudicar seus planos.
Meninas

Brasil, 2006

Direção: Sandra Werneck

Duração: 71 minutos

O documentário acompanha quatro jovens que engravidaram durante a adolescência, revelando alguns aspectos de suas relações com seus companheiros/namorados, a família e a experiência da maternidade.
Minha vida de João

Instituto Promundo

Duração: 23 minutos

O desenho animado, sem palavras, foi criado para provocar o questionamento entre homens jovens sobre a forma como foram socializados e os papéis de gênero que foram levados a assumir. O vídeo mostra a vida de João e os desafios que enfrentou durante a vida, sua educação no contexto familiar, situações de violência doméstica, sua primeira experiência sexual, a gravidez de sua namorada, o primeiro emprego, entre outros.
Mistérios da carne

(Mysterious Skin) Holanda/ EUA,2004

Direção: Gregg Araki

Duração: 99 minutos

Aos 8 anos, Brian Lackey (Brady Corbet) acordou do lado de fora de sua casa com o nariz sangrando, sem ter ideia de como tinha chegado lá. Depois do incidente ele nunca mais foi o mesmo: tem medo do escuro, urina na cama e é assombrado por pesadelos. Agora, aos 18 anos, ele acredita ter sido abduzido por alienígenas. Neil McComick (Joseph Gordon-Levitt), também de 18 anos, é um adorável forasteiro, o rapaz que todos admiram a distância. Quando seus caminhos se cruzam, eles descobrem que as memórias mais importantes de suas vidas não são o que parecem.
No limite do silêncio

(The unsaid) EUA, 2001

Direção: Tom McLoughlin

Duração: 109 minutos

Michael Hunter (Andy Garcia) é um psiquiatra que fica arrasado quando seu filho adolescente, Kyle (Trevor Blumas), se suicida. Esse fato provoca o fim de seu casamento, pois Penny (Chelsea Field), sua ex-mulher, o culpou pelo acontecido. Na verdade, ele também se considera responsável pelo ocorrido, pois o psiquiatra de seu filho (que era colega dele) molestava sexualmente o garoto. Três anos após o suicídio, Michael não dá mais consultas, só ministra palestras e escreve livros. Até que Barbara Wagner (Teri Polo), uma ex-aluna, lhe pede para examinar o caso de Thomas Caffey (Vincent Kartheiser), um garoto que foi marcado por uma tragédia familiar. Com a mãe morta e o pai preso, Tommy foi para um orfanato. Mas agora, quando ele está prestes a completar 18 anos, será liberado. Barbara sente que ele ainda não está pronto. Logo que Tommy e Michael se encontram, as barreiras entre médico e paciente ficam confusas, pois entre eles há mais alguém e este alguém é Kyle.
O aborto dos outros*

Brasil, 2008

Direção: Carla Gallo

Duração: 72 minutos

Um filme sobre a maternidade em seu ponto limite. A narrativa percorre situações de aborto dentro de hospitais públicos que atendem mulheres vítimas de estupro, interrupções de gestações em casos de má-formação fetal sem possibilidade de sobrevida após o nascimento e abortos clandestinos. A produção mostra os efeitos perversos da criminalização para as mulheres e aponta a necessidade de revisão da lei brasileira.
O lenhador

(The woodsman)

Estados Unidos, 2004

Direção: Nicole Kassell

Duração: 87 minutos

Retrata a luta cotidiana de Walter (trabalhador numa madeireira) para vencer sua compulsão sexual por crianças, após ter cumprido 12 anos de prisão por pedofilia. Por uma espécie de prova do destino, ele vai morar em frente a uma escola de ensino fundamental, o que coloca tanto as crianças quanto ele numa situação de vulnerabilidade. Contudo, após anos na prisão, a ajuda de uma nova namorada e seus esforços pessoais para deixar o passado para trás, ele consegue controlar sua compulsão. É um filme que nos permite entrar em contato com a humanidade do autor de violência sexual, para reconhecer que, juntamente com a responsabilização, ele necessita de suporte emocional e psicológico para interromper o ciclo do abuso sexual.
O príncipe das marés

(The prince of tides) EUA, 1991

Direção: Barbra Streisand

Duração: 132 minutos

Tom Wingo (Nick Nolte) é um treinador de futebol americano desempregado da Carolina do Sul que vai a Nova York apoiar a irmã, uma poetisa que tentou o suicídio. Lá, ele se envolve com Susan Lowenstein (Barbra Streisand), a psiquiatra que cuida dela. O sofrimento dos dois irmãos é colocado em xeque devido a um terrível acontecimento de violência sexual que a família sempre manteve em segredo.
Pelo amor de uma criança

(For the love of a child) Canadá/EUA, 2006

Direção: Douglas Barr

Duração: 80 minutos

Baseado no romance Silence Broken, de Sara O’Meara e Yvone Fedderson, o filme conta a história de duas mulheres – interpretadas por Peri Gilpin e Teri Polo –, na luta para denunciar os maus-tratos que as crianças sofrem dos adultos. Elas recebem denúncias das próprias crianças, recolhem e tratam das vítimas de todo tipo de violência doméstica. Jacob é um desses meninos, encontrado amarrado a uma cama. Apesar da terapia, ele não esquece dos terríveis pesadelos. Os pais saem da prisão e querem a criança de volta. Os pesadelos continuam até a descoberta de que ele foi testemunha de um assassinato cruel.
Que exploração é essa?

Brasil, 2009 Parceria Childhood Brasil (Instituto WCF- Brasil) e Canal Futura

Um problema que atinge milhões de meninos e meninas no mundo todo, fruto da falta de fiscalização, combate ineficiente e da desinformação da sociedade. O drama da exploração sexual de crianças e adolescentes é tema de uma parceria inédita entre o canal Futura e a Childhood Brasil (Instituto WCF-Brasil) em 2009. Produzido pela Casa de Cinema de Porto Alegre, a série de cinco episódios cria um mundo de bonecos animados que, em uma viagem pelo País, flagram situações de exploração sexual, abuso de poder e aliciamento de menores de idade. Os protagonistas, um pai caminhoneiro e seu filho adolescente, fazem uma viagem juntos em que cada parada, seja no restaurante, no hotel, na praia ou no cybercafé, revela exemplos de como a exploração pode acontecer. A trama de ficção é intercalada com depoimentos de especialistas e autoridades que falam sobre a real gravidade do problema e da importância de enfrentá-lo coletivamente a partir da sensibilização da sociedade como um todo. Os cinco programas podem ser encontrados no YouTube nos links abaixo e serão em breve disponibilizados através de um DVD educativo. Episódio 1 – http://www.youtube.com/watch?v=NVOcwEN8Hng Episódio 2 – http://www.youtube.com/watch?v=rqWsJc5hr9c&feature=related Episódio 3 – http://www.youtube.com/watch?v=JC0S3LcKydA&feature=related Episódio 4 – http://www.youtube.com/watch?v=a3e_coRuanQ Episódio 5 – http://www.youtube.com/watch?v=wGJXINh1gVo&feature=related
Querem me enlouquecer

(Nuts) EUA, 1987

Direção: Martin Ritt

Duração: 116 minutos

Claudia Draper (Barbra Streisand) é uma prostituta de luxo que mata Allen Green (Leslie Nielsen), um “cliente”, para se defender. Com o apoio da família, o advogado responsável pelo caso pretende alegar insanidade, pois acredita que só assim Claudia terá chance de escapar da condenação. Entretanto, isso também implica mandá-la para uma instituição para doentes mentais por tempo indeterminado. Assim, seu advogado, Aaron Levinsky (Richard Dreyfuss), assume a tarefa de demonstrar sua sanidade, porque, dessa maneira, ela poderá ser julgada em tribunal e, então, tentar provar sua inocência. O filme mostra também a história de abuso sexual de Claudia na infância.
Sonhos roubados

Brasil, 2010

Direção: Sandra Werneck

Duração: 85 minutos

Jéssica (Nanda Costa), Daiane (Amanda Diniz) e Sabrina (Kika Farias) são adolescentes e moram em uma comunidade carioca. Elas eventualmente se prostituem, no intuito de conseguir dinheiro para satisfazer seus sonhos de consumo. Entretanto, mesmo com os problemas do dia a dia, elas tentam se divertir e sonhar com um mundo melhor.
Tibira é gay

Brasil, 2007

Direção: Emilio Galo

Duração: 10 minutos

No coração da Floresta Amazônica, quatro descendentes de índios assumem sua homossexualidade e contam suas histórias.
Vendedora de rosas*

(La vendedora de rosas) Colômbia, 1998

Direção: Víctor Gaviria

Duração: 110 minutos

Mônica tem 13 anos e já se revoltou contra tudo. Criou seu mundo próprio, na rua, onde luta para defender o pouco que tem: suas amigas, tão meninas quanto ela; seu namorado, que vende droga; sua dignidade e orgulho que não faz concessão a ninguém. Na noite de Natal, como todas as noites, sai para vender rosas, e então comprar o sonho de ir à festa de roupa nova. Mas a vida lhe reserva um encontro com a solidão, a pobreza, a droga e a morte. Mônica tem a outra cara de Medelín, a das crianças que não têm outro lugar no mundo senão a rua.
Vida Maria*

Brasil, 2006

Direção: Marcio Ramos

Duração: 9 minutos

Vídeo animado que mostra a repetição intergeneracional das formas de educar as crianças. A narrativa acompanha a vida de Maria durante o seu trabalho no sítio onde vive dos 5 aos 45 anos, mostrando como ela repassa o seu estilo de viver para sua filha Lurdes. Um estilo apreendido de seus pais, que inclui muita desqualificação com o querer da criança, sua capacidade intelectual e imaginativa.
Vidas no lixo

Brasil, 2007

Direção: Alexandre Stockler

Duração: 13 minutos

O filme mostra crianças e adolescentes que vivem do lixo. Enquanto reviram sacos de restos pelas ruas e recolhem materiais úteis para vender a empresas de reciclagem, as crianças – que se alimentam deste mesmo lixo – falam sobre suas vidas, suas famílias, seus sonhos e desejos de estudar, mas logo sua avassaladora realidade se impõe, com a gravidez inesperada de uma menina de 14 anos.
Zona de conflito

(The war zone) Inglaterra, 1999

Direção: Tim Roth

Duração: 98 minutos

Uma família londrina saiu da capital para morar em um isolado recanto do litoral inglês, aparentemente para fugir das dificuldades econômicas. O lugar contribui para o estranhamento que o diretor pretende causar sobre o espectador. Tudo sempre cinza e preto, sempre chovendo ou ventando, nas praias escarpadas e frias. Uma umidade que agride e incomoda. O filho do casal é introspectivo e é tratado como retardado pela família, já que teve problemas congênitos. As coisas se complicam com o nascimento de mais uma filha, com todos cuidando da mãe e da saúde do bebê em um clima tão agressivo. Para completar, o rapaz desconfia da irmã e do pai, que abusou da adolescente durante anos.
Zumbi somos nós*

Brasil, 2007

Direção: Frente 3 de Fevereiro

Duração: 52 minutos

Manifesto sonoro e visual que traz as novas sonoridades e imagens urbanas, e seu elo indivisível com o legado afro-brasileiro. Espécie de bricolagem que une os tambores ancestrais, os ritmos contemporâneos e as novas simbologias visuais, Zumbi somos nós propõe uma reflexão sobre questões raciais na sociedade brasileira contemporânea e a criação de estratégias artísticas para responder a essas questões, inscrevendo na vida cotidiana novas formas de olhar, pensar e agir. O documentário é um desdobramento da linguagem da Frente 3 de Fevereiro, grupo que aborda o racismo na sociedade através de intervenções artísticas, e cria um diálogo afinado entre imagem e som, norteado por narradores-personagens-mc’s.
A Adolescente

México/Estados Unidos, 1960

Direção: Luis Buñuel

Duração: 96 minutos

Em uma ilha da costa sul dos Estados Unidos, após a morte de seu avô, uma menina órfã fica aos cuidados de um homem que abusa sexualmente dela. A situação transforma-se naquele lugar, com a chegada de um homem negro. Ele é fugitivo de um linchamento, acusado por uma mulher branca de estupro. Para se esconder, o homem conta com a ajuda da menina, porque sua vida corre perigo, mesmo tendo o apoio do Reverendo da cidade.
A menina do fim da rua

Canadá/França, 1976

Direção: Nicolas Gessner

Duração: 72 minutos

Uma menina de 13 anos (interpretada pela atriz Jodie Foster) vive sozinha numa pequena cidade, em uma casa alugada por seu pai sempre ausente. Ela inventa desculpas de que ele viajou a negócios ou está dormindo e não quer ser incomodado, quando é questionada por algum vizinho. O filho da proprietária, no entanto, suspeita que há algo de errado e vai investigar. Mesmo casado, o rapaz tem fama de pedófilo. Determinada a não perder sua independência, a adolescente fará qualquer coisa para proteger seu segredo.
Que fiz para merecer isso?

Espanha, 1984

Direção: Pedro Almodóvar

Duração: 101 minutos

Uma dona de casa mora em uma casa minúscula com a sogra, o marido infiel (um taxista grosseiro), os dois filhos – um traficante de heroína e outro homossexual – e o seu lagarto. Ela toma anfetaminas e numa crise de abstinência, acaba matando o esposo que ia se encontrar com a amante.

Alemanha ano zero

Itália, 1948

Direção: Roberto Rosselini

Duração: 72 minutos

Para sobreviver na cidade de Berlim, destruída depois da Segunda Guerra Mundial, uma garoto muito pobre chamado Edmund desdobra-se para ajudar a família (o pai doente e os irmãos mais novos). Até conhecer um antigo professor que o induz a matar o próprio pai. O filme retrata também as jovens que se aventuram na noite da cidade decadente procurando uma compensação para os dias difíceis.

A filha da minha mulher

França, 1981

Direção: Bertrand Blier

Duração: 123 minutos

Depois da morte da mãe num acidente de carro, uma menina de 14 anos, decide morar com o pai, mas é rejeitada.  A adolescente passa a viver com o padrasto e começa a provocá-lo acreditando estar apaixonada pro ele.

Na Captura dos Friedmans

Estados Unidos, 2003

Direção: Andrew Jarecki

Duração: 107 minutos

Documentário vencedor do Grande Prêmio do Júri no festival de Sundance 2003, conta a história do professor Arnold Friedman, preso em 1987 com o filho de 18 anos, Jessé, por acusação de abuso sexual de crianças e adolescentes. O filme seria inicialmente apenas a biografia de um palhaço, mas quando o diretor começou a investigar sua triste vida, descobriu uma história muito mais complexa. Ele teve amplo acesso aos arquivos da família, e consegue mostrar a sua deterioração.

Corações em Fuga

Austrália, 1969

Direção: Michael Powell

Duração: 103 minutos

A história mostra um artista que se acha estagnado na profissão. Seu agente e amigo o convence a continuar criando. A inspiração volta quando redescobre sua musa na forma de uma adolescente.

Você não está sozinho

Suécia, 1981

Direção: Du Er Ikke Alene

Duração: 90 minutos

Em um internato dinamarquês, na década de 70, meninos descobrem bebidas, drogas e a sexualidade. As primeiras experiências sexuais ocorrem entre os próprios meninos ou com meninas da turma ou mais velhas, apesar do controle exercido pelos professores e pelo diretor. A história mostra o amor entre o garoto Kim de 12 anos e o jovem Bo, de 15 anos.

O sopro no coração

Itália/França, 1971

Direção: Louis Malle

Duração: 118 minutos

Na cidade francesa de Dijon, em 1954, o adolescente Laurent de 14 anos, tem um problema no coração e começa a descobrir e a questionar o mundo, ouvindo discos de Charlie Parker e lendo. Sua mãe tem um amante, seu pai é ausente e os irmãos implicam com ele. O garoto é levado para um bordel, onde ocorre uma série de acontecimentos que vão marcar sua vida.

Morte em Veneza

França/Itália, 1971

Direção: Luchino Visconti

Duração: 130 minutos

Baseado no romance do escritor Thomas Mann, conta a história do compositor e maestro Gustave Aschenbach. Ele procura descanso quando viaja para Veneza, em meio a uma crise existencial, mas acaba se apaixonando pelo belo adolescente Tadzio, hóspede no hotel onde estava. A busca da estética e do prazer se contrapõe, no entanto, à epidemia que ataca a cidade.

Pretty baby – menina bonita

Estados Unidos, 1978

Direção: Louis Malle

Duração: 109 minutos

Menina de 12 anos, criada em um bordel, tem sua virgindade leiloada, na cidade de New Orleans, e logo depois se casa com um fotógrafo bem mais velho. Foi o primeiro filme a mostrar uma pré-adolescente nua, interpretada por Brooke Shields.

* Integra a 3ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos, realizada em outubro de 2008.