Publicado em 25/02/11 21:42

Campanha contra a violência sexual infantojuvenil no Carnaval será divulgada em desfiles de escola de samba

[caption id="attachment_2612" align="alignleft" width="178" caption="Porta documentos da campanha contra a violência sexual infantojuvenil no Carnaval"][/caption]

Ano após ano, a Childhood Brasil vem ajudando a divulgar a campanha nacional contra a violência sexual contra crianças e adolescentes no Carnaval.“Proteja as nossas crianças e adolescentes. Violência sexual é crime. Denuncie. A bola está com você”. Essa mensagem será vista no carnaval deste ano em bolas gigantes circulando pelas arquibancadas, camisetas, abadás, abanadores e tatuagens temporárias dos foliões, nos bailes, blocos e escolas de samba.

A campanha será lançada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e parceiros, nesta sexta-feira, dia 25 de fevereiro, no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. As ações ocorrerão em 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 e também em Porto Velho, Belém, Florianópolis, João Pessoa e Vitória.

Em todos os estados, haverá mobilizações pela proteção dos direitos da criança e do adolescente nos blocos de rua, aeroportos e rodoviárias, respeitando a tradição carnavalesca de cada cidade. No sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, está prevista uma ala com a arte da campanha, no desfile da “Inocentes da Caprichosos”, escola de samba mirim da Caprichosos de Pilares (com a presença da homenageada apresentadora Xuxa).

Essa é a primeira vez que a campanha nacional contra a violência sexual infantojuvenil é realizada durante os desfiles de carnaval.“Queremos transformar a festa num espaço de defesa dos direitos da criança, articulando os setores estratégicos para contribuir com a redução dos índices de violência cometida contra crianças e adolescentes, com foco na prevenção e divulgação de canais de denúncia”, afirma Karina Figueiredo, secretária executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

A iniciativa tem o objetivo de sensibilizar a população para a gravidade do problema e incentivar a denúncia de casos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Para divulgar o Ligue 100 (Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes) e os Conselhos Tutelares de cada estado, os cartazes, banners, porta-documentos, adesivos de carro, sacolas plásticas e outros brindes trarão a frase “Tem coisas que não dá para fingir que não vê”. “O Brasil recebe grande número de turistas neste período, principalmente no Nordeste, e precisamos conscientizar as pessoas, porque muitas vezes os organizadores fazem vista grossa, como se tudo fosse permitido”, diz Karina.

Os principais parceiros na campanha são: os Ministérios da Saúde, da Justiça, da Educação, do Turismo, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Público do Trabalho; o Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes; as Polícias Federal e Rodoviária Federal; a Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária; a Caixa Econômica Federal e ONGs atuantes no tema.